Cultura e Turismo

Historicamente a cultura e o turismo sempre tiveram posição de destaque em Pinto Bandeira.

A área que hoje abrange o município de Pinto Bandeira começou a ser povoada, a partir de 1876, por imigrantes de diversas etnias : italianos em maior número, mas também poloneses, espanhóis, suecos e luso-brasileiros.

Desde os primórdios a Linha Silva Pinto destacou-se pela religiosidade, desenvolvendo intensa devoção a Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, a partir de um quadro trazido da Itália pelo Pe. Luiz Segalle, atraindo rapidamente romeiros e peregrinos procedentes de toda a região, cujos grupos maiores eram muitas vezes recebidos com Banda de Música. Isso motivou a construção de uma imponente igreja, a partir de 1899, inaugurada em 1902 e consagrada em 1915, como primeiro Santuário Mariano do Rio Grande do Sul e tornando-se a localidade, a partir deste ano, Distrito, com o nome de Nova Pompéia.

O Distrito que se acostumou a receber muitos visitantes como local de peregrinação, também passou a ter intensa presença de turistas durante o verão, especialmente depois de inaugurada a estrada de ferro entre Montenegro e Bento Gonçalves. A partir da década de 1920, particularmente nos meses da vindima, os visitantes ocupavam, além dos 4 hotéis existentes, muitas moradias de colonos, onde participavam da colheita da uva e outras frutas.

Em 1938 o Distrito assume o nome de Pinto Bandeira, em homenagem ao Brigadeiro Raphael Pinto Bandeira, herói gaúcho do Século XVIII que lutou pela consolidação da fronteira sul do então Continente de São Pedro que, pertencente ao império português, vivia ameaçada pelas invasões castelhanas.

Por ocasião do plebiscito de emancipação do município na década de 1990, a população optou por manter o nome de Pinto Bandeira.

Em termos turísticos, Pinto Bandeira destaca-se hoje pela beleza de suas paisagens, bem diferenciadas nas 4 estações, e pelo enoturismo tendo, desde 2010, a indicação de procedência dos Vinhos de Pinto Bandeira reconhecida pelo INPI, com destaque especial para os espumantes.

Pesquisa: Nestor José Foresti

Contato

Rua Almirante Barroso, 6 – Sala 3

(54)3452-0208

e-mail: cultura@pintobandeira.rs.gov.br